Manual do adolescente corporativo – ISTOÉ Dinheiro

Padrão

Manual do adolescente corporativo – ISTOÉ Dinheiro.

Xingando muito nas redes socias – via @tseekr [infográfico]

Padrão

Quer saber sobre o que os consumidores mais reclamam na internet? O Seekr Monitor te ajuda! Para melhor entender como os consumidores se expressam nas principais redes sociais, o Seekr Monitor monitorou 822 ocorrências com reclamações de consumidores sobre diversos temas relacionados ao comércio e empresas. Confira os segmentos que mais se destacaram negativamente:

Infográfico – Reclamações – Redes SociaisLá do Seekr

E a sua #concorrência? Não pense que só tem você brigando pelo #consumidor – @likes_cool

Padrão

Ok, beleza, agora você irá começar a trabalhar com as mídias sociais. Certo, parece um sonho ficar entre mundos divididos por uma gama enorme de entretenimento, diversão, informação, cultura e, claro, relacionamento.

Você cria uma página para a sua empresa no Facebool. Começou bem – muitas empresas começam com um perfil e isso é muito ruim. Agora, para trabalhar mais com o poder da comunicação, criaste um Twitter com o logo da marca e um nome fácil de associação. Boa, é isso mesmo. Joga a tua empresa no Foursquare; cria um grupo para brainstorming no LinkedIn; uma comunidade de relacionamento no Orkut; um álbum corporativo no Flickr. É isso ai. Agora você pode começar a trabalhar de fato…

Como se pode ver, criar contas e mais contas nas mais variadas e populares redes sociais espalhadas pela internet é “fácil”, todo mundo é capaz de fazer. Mas e ai? Vai fazer o que com tanta conta envolvendo sua marca?

A manutenção destas contas assim como suas análises, mensuração de resultados, projeções de tendências, caracterização de métricas, estudo de público-alvo, conhecimento de ambiente, e etc., gera trabalho. E não pense que ficar lendo comentários e discutir com opiniões alheias é engajamento social. Esqueça. O consumidor que está no outro lado terá muito mais força para publicar um movimento errado da sua empresa e isso pode te quebrar as pernas. Tente provocar seu cliente e veja no estrago que pode acontecer via rede social. Gestão de crises.

Pois bem, fatores e motivos para criar uma gestão decente em redes sociais é que não faltam. Capacidade para condicionar todos esses movimentos para não estrapolar a imagem de uma empresa é outro fator importante para não perder tempo, dinheiro e clientes. Mas além de tudo isso, eu acredito que uma das principais razões de se manter uma política de mídias sociais numa empresa é a proporcionalidade de conexão com pontos estratégicos do mercado, como por exemplo, identificar jogadas de concorrentes.

Se o seu concorrente não está respondendo e interagindo com os clientes pelas redes sociais, essa é uma ótima oportunidade para abordá-lo. Quando se monitora concorrentes nas redes sociais, é importante que sejam identificados alguns pontos essenciais para determinar possíveis erros e caracterizar ‘ataques’ que podem terminar na aquisição de novos clientes. Tipo assim:

Críticas: ao encontrar uma crítica à concorrência, é válido apresentar seus produtos e diferenciais.Veja se a empresa concorrente está dando atenção necessária para a crítica e, da maneira mais cordial e social possível, apresente suas alternativas e veja se não consegues atrair esse cliente insatisfeito para o seu lado.

Dúvidas: dúvidas não respondidas podem ser oportunidades similares às críticas, porém, é preciso olhar para esse material e identificar se os seus clientes também tem as mesmas questões e trabalhar suas mensagens de modo à antecipar-se.

Elogios: o que o consumidor admira na concorrência? Essa resposta é encontrada nos elogios. Por meio desses comentários, você pode fortalecer seu negócio e até mesmo corrigir falhas.

Veja se não são pontos importantes para identificar novas posições no mercado. Dando uma atenção para esses detalhes, certamente poderás conseguir mais espaço no seu mercado de atuação e assim caracterizar uma firmeza nas políticas dessas plataformas. Não pense que estás sozinho buscando clientes que estão esperando por você. Pense que clientes estão sendo abordados constantemente e a sua marca não pode ficar fora dessa batalha.

PACHECO,R.O.

Complexidade é desafio para o mercado empreendedor | Pensando Grande

Padrão

Complexidade é desafio para o mercado empreendedor | Pensando Grande.

Twitter como Personal Branding

Padrão

A tentação de apenas publicar piadinhas ou outros conteúdos de entretenimento nas redes e mídias sociais é muito grande e extremamente divertida. Porém não é preciso muitos argumentos persuasivos para convencer alguém de que em um mundo altamente conectadocomo o nosso, uma imagem ruim pode prejudicar – e muito – o lado profissional de um usuário.

Como as redes sociais afetam sua vida profissional? Ora, se cerca de 70% das empresas já vasculham as redes sociais dos candidatos no momento da contratação, imagine a cara dos recrutadores quando descobrirem que você não leva o potencial dessas ferramentas a sério e nem mesmo se importa com o bom senso, publicado e postando o tempo todo conteúdo ofensivo e pejorativo sobre tudo e todos.
Há várias dicas e listamos alguns motivos para você ser mais comportado nas redes sociais. E também não é – pelo menos não deveria ser – novidade para qualquer usuário que as redes sociais são excelentes ferramentas na construção de uma boa reputação profissional, gerenciando seu personal branding  de forma eficiente. As redes sociais podem e devem ser trabalhas como mecanismos de personal branding, e o Twitter é um dos canais mais importantes. Então, aqui vão algumas dicas:
1. Siga profissionais de destaque da sua área
Use a rede social de microblogs para seguir profissionais de destaque na sua área de atuação profissional e sempre tente interagir com esses perfis. Descolar a atenção de um grande nome do seu segmento é importante, pois faz com que outros passem a olhá-lo de maneira diferenciada, algumas vezes o classificando como um usuário influente e de destaque. Nesse caso chamar a atenção é o objetivo.
Dica:  seguir amigos e outros contatos também faz parte do ecossistema do Twitter, mas não deixe que isso interfira na sua vida profissional e nem em sua imagem.
2. Publique conteúdo relevante e interessante
Postar apenas comentários pessoais pode interessar a muita gente, mas não a todos e com certeza não interessa para o seu futuro recrutador. Procure publicar links sobre artigos, vídeos e até mesmo pesquisas acadêmicas que sejam pertinentes ao seu segmento. É óbvio que você não precisa fazer isso o tempo todo, pois assim o seu perfil terá mais uma cara empresarial do que pessoal, mas o bom senso deve ser pilar principal nesse quesito.
Dica: tente compartilhar um tipo de conteúdo que interessaria a você como profissional, e não apenas como um usuário comum.
3. Use o Twitter de forma profissional
Ganhar seguidores porque você só posta conteúdo de entretenimento ou porque usou scripts é muito fácil. O interessante aqui é ter uma conta de destaque porque tem um perfil com informações, links e tweets realmente bacanas, que acrescentam de alguma forma na vida dos usuários. Isso chama a atenção de sites, empregadores, empresas e profissionais que sempre estão na busca por novos talentos e parcerias para negócios.
Dica: use o Twitter como se o teu chefe ou futuro cliente sempre estivessem o observando. O que ele veria se entrasse agora no seu perfil?
É claro que há espaço de sobra para a diversão nas redes sociais, mas isso não significa usar tais canais para ofender e nem publicar algo que não seja do perfil de um profissional sério. Faça as redes sociais trabalharem para você e construa uma boa imagem perante seu mercado.